Balconista acusada de matar criança por espancamento nega autoria do crime

p iStock 000002344457O juiz Jesseir Coelho de Alcântara, da 3ª Vara dos Crimes Dolosos Contra a Vida e Tribunal do Júri, interrogou, nesta segunda-feira (22), no Fórum Criminal Des. Fenelon Teodoro Reis, no Jardim Goiás, a balconista Alessandra Vitorino da Silva Oliveira, acusada de matar por espancamento o menor W.G.R.S., de 10 anos. Durante o interrogatório, Alessandra Vitorino negou a prática do crime, que aconteceu no dia 04 de setembro de 2005, no Recanto das Minas Gerais, na capital.

Leia mais...
 
 

Preso não possui direito subjetivo e absoluto de cumprir pena próximo ao seu meio social e familiar

tjO reeducando não possui direito subjetivo à transferência de presídio, uma vez que o interesse da segurança pública é critério fundamental para definir sua remoção ou não, sobrepondo-se ao interesse particular. Com esse entendimento, os integrantes da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) seguiram, por unanimidade, voto do relator, desembargador Edison Miguel da Silva Jr., negando pedido de transferência de preso que cumpre pena em regime fechado na comarca de Contagem, em Minas Gerais, para Quirinópolis.

Leia mais...